Rua da Solidão

| quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Meu Deus,quando amanhecer vai começar tudo de novo

Mais um dia que não representará nada para mim

Só mais um dia para somar nos meus dias de vida

Não espero nada de especial para esse novo dia

Apenas que ele seja um dia normal como outro qualquer

Será que estou certo ou sou um pouco pessimista

Somente o amanhecer do dia poderá responder isso

Serei mais um na multidão para completar o mundo

Serei mais um andando pela rua chamada solidão

Aquela que todos odeiam, mas eu amo

Vou tentar andar por ela sem deixar rastros

Andar sem fazer barulho para que não atrapalhem

Meus pensamentos puros de conhecimentos fúteis

Andar por essa rua me acalma e desperta coisas inacreditáveis

Paixões,ódios reprimidos,mágoas,raivas e rancores

Nada de inveja ou coisas desse gênero,apenas os outros

Estarei lá sempre que me procurarem e eu não estiver em casa

Estarei sempre,mesmo acompanhado por outras pessoas

Acompanhado da solidão na rua chamada solidão



Daniel Lima

1 comentários:

{ Autores } at: 22 de agosto de 2008 06:32 disse...

Gostei do texto Dani, ficou bem feito.Abraço

 

Copyright © 2010 Sarau dos Éteres Blogger Template by Dzignine