Destino ou livre arbítrio?

| domingo, 7 de setembro de 2008

Bom, como sempre estou aqui falando diretamente com você que lê meus textos. Nesse texto vou falar sobre o antigo conflito das idéias de destino e livre arbítrio, mas só falar e não responder, até por que no fim das contas, o que conta é no que preferimos acreditar, o que nos dá mais conforto.


Parando pra pensar nas coisas que nos ocorrem chega a ser quase inevitável não se questionar, " será por acaso ou coisa do destino?", mas acho que nessa pergunta acaso não cabe, pois quase ninguém vive de acaso e sim de consequências, então a pergunta mais coerente seria, "Será consequência das minhas escolhas ou há algo maior por trás de tudo?" só isso já dá o que falar.

A idéia de destino , como muitas outras, tem seus pontos positivos e negativos. Do ponto de vista positivo temos o fato de que seguindo essa idéia, pessoas podem sempre ter a esperança de que aconteça o que acontecer, tudo vai acabar bem, há algo bom guardado pra ela, ninguém pensa "nossa, espero que meu destino seja o pior possível", e isso as leva a não desistir facilmente. Porém, o lado negativo mora nesse ponto, o fato de acharem que há um destino, uma recompensa faz com que, as vezes, simplesmente se acomodem, esperem que as dádivas venham com se brotassem do chão, usam essa idéia de caminho já traçado para se conformarem, para se justificarem, "não deu certo, é meu destino" ou "só isso? Está bom, talvez eu mereça apenas isso".

Segundo o que se "sabe" nosso destino é criado por Deus, taí, mais uma cruz pro coitado carregar, "nada dá certo pra mim, Deus não deve gostar de mim". Eu no lugar dele já teria tirado férias.

Em contrapartida vem a idéia de livre arbítrio, esse nome implica no fato de que somos responsáveis pelo que fazemos, e o que fazemos, tem consequências, pura fica "para cada ação, uma reação". Trás a idéia de que somos responsáveis por tudo que nos ocorre e por isso devemos sempre nos cobrar, dar tudo e mais um pouco de nós (TM), não nos acomodarmos achando que já está tudo resolvido, escrito, dado. Mas há a parte negativa, a parte que dá origem a cobranças em excesso e nos leva a não perdoarmos a nós mesmos, por sermos humanos e errarmos.

Eu faço parte do grupo que compartilha da segunda idéia, porem não me atrevo a dizer que essa é a maneira certa de encarar a vida. Imaginemos o seguinte diálogo, um ateu e um religioso, este diz que Deus existe e aquele o nega. O religioso não tem como provar que está certo, mas o ateu também não, daí então nasce a idéia, e fato, de que todos têm o direito de acreditar naquilo que quiser, naquilo que achar mais certo, naquilo que lhe der mais felicidade. Livre arbítrio ou destino? Bom não sei responder qual dos dois está certo ou existe, só sei que se uma das idéias te faz feliz, então siga-a. Faça suas escolhas e conquêntemente seu destino, crie suas oportunidades.

Rodrigo.

3 comentários:

{ Autores } at: 7 de setembro de 2008 16:16 disse...

Bom, não querendo mudar o texto faço aqui uma ressalva. Depois de pronto lí o texto e tive a impressão de que, segundo o que escrevi, as pessoas podem achar que quem acredita no livre arbítrio é um pessimista. Não é isso, também acho que no fim tudo dá certo desde que façamos por onde. É isso srrs.

{ Daniel Blankman } at: 9 de setembro de 2008 19:40 disse...

O livre arbítri foi dado para todos com a condição de cada um responder pelos seus atos.Então,devemos fazer o que tivermos vontade e depois respondemos por eles.Apenas resaltando o que disse disse ante com uma frase do noel(vocalista e gutarrista do Oasis)"Façam o que der na cabeça e que se foda as consequências".
Destino...O que é destino para o ser humano?É acontecer algo por acaso e que "por acaso" estava escrito no nosso destino?Destino é o que Deus escreveu para nós?Então não temos uma vida,temos um destino que ele escreveu para nós.
Deveriamos mudar o nome de vida para "destino".
Creio em Deus e acredito que nada acontece por acaso,procuramos um caminho e algumas soluções para algumas coisas e conseguimos tudo com a batalha da vida.
Parabéns pelo texto e vejo que cada dia você está evoluindo mais e que realmente suas ideologias e maneira de se exxpresar não mudaram com o tempo.
Flw Digão.

{ Kamilinha } at: 11 de setembro de 2008 23:10 disse...

Preciso nem dizer que gostei neh!!!
Ficou massa!!!
Gostei quando vc falou que tudo é conseqüência das nossas escolhas... Senão tudo, quase tudo!!!
Gostei muito Rodrigo!!!
Parabéns!!!
BjooO

 

Copyright © 2010 Sarau dos Éteres Blogger Template by Dzignine