Ofuscando os olhos

| sábado, 27 de setembro de 2008

Até onde o que vivemos é real? A filosofia expressa bem a descoberta do real a través do mito da caverna conhecida por muitos. Na metáfora há a seguinte idéia, a de que nós somos como seres que vivem no fundo de uma caverna, acorrentados e que a única visão, a fonte de informação que temos do mundo fora da caverna, o mundo real são pessoas que passam pela entrada da caverna com placas onde os dizeres "descrevem" o mundo. Em um determinado momento um de nós se liberta das correntes e sai da caverna, num primeiro momento seus olhos são ofuscados pela luz do sol(o conhecimento que antes era desconhecido), porém com o tempo seus olhos se acostumam e a luz já não os agride mais para ele passa a ser natural. Com essa liberdade ele passa a explorar o mundo que conhece agora e fica maravilhado com o que vê e quer voltar para contar aos seus o que descobre, mas tem medo pois todos têm medo do desconhecido e até o atacam.

Até onde conhecemos a nossa "realidade"? Será que a conhecemos mesmo, será que nos conhecemos? Como saber sem ter visto até onde podemos ir? Quero me livra das correntes, mas não sei como e será que assim como os outros da caverna eu estive diante de alguém que tivera os olhos ofuscados e não soube ouvi-lo coo deveria? Como saber? Como reagiríamos? Perguntas e mais perguntas e a nenhuma delas tenho a resposta, mas as tenho sempre em mente e espero um dia poder ver o mundo como ele é, ofuscar meus olhos o máximo que eu puder.
Rodrigo

1 comentários:

{ Kamilinha } at: 27 de setembro de 2008 14:33 disse...

"Como saber sem ter visto até onde podemos ir?"
Os seus questionamentos estão muito bons!!! Gostei desse texto tbm!!!
"...e espero um dia poder ver o mundo como ele é, ofuscar meus olhos o máximo que eu puder."
Muito boa mesmo essa frase!!! Quero tbm ofuscar meus olhos... Hehehe... Apesar de ter um pouco de medo...A realidade é tão dura as vezes...
Enfim...
PARABÉNS!!!

 

Copyright © 2010 Sarau dos Éteres Blogger Template by Dzignine