Medo de Enxergar

| sábado, 8 de novembro de 2008

A alma enxerga coisas que os olhos não vê

Por isso não vou fechar os olhos

Tenho medo do que sua alma possa me mostrar

Ela é um infinito desconhecido e misterioso

Estou feliz demais para senti-la

Tudo pode me deixar feliz e eufórico,menos sua alma

Será apenas uma tortura e não me trará coisas boas

Não vá embora,quero que fique comigo

Mas nunca me deixe fechar os olhos

Você sabe que tenho medo do seu éter

Isso me deixa desesperado e sem rumo

Na hora de partir deixe-me só,mas não vire as costas

Posso ter curiosidade de saber um pouco sobre seu íntimo

Daí terei que enxergar sua obscuridade por curiosidade

Não tenho coragem de vêr pelos seus olhos

Eles são profundos e transmitirão o que não quero vê

Gostaria de ver apenas a sua pureza e suas verdades

Sabes que é impossível,ninguém é puro por inteiro

Seria perfeito demais para um ser mortal

E você é especial e não imortal



Daniel Lima

3 comentários:

{ Autores } at: 9 de novembro de 2008 00:53 disse...

Gostei do texto. Realmente, para gostarmos de verdade de algume devemos deixar as idealizações de lado aceita-la como é de verdade. " ciêntistas dizem que não nos apaixonamos por uma pessoas e sim por uma imagem que formamos dela, mas depois de um tempo essa imágem some e se o que sobrar for o suficiente para matelo apaixonado, a relação perdurará"

Kamila Melo at: 12 de novembro de 2008 02:13 disse...

É bem verdade que ninguém é puro por inteiro!!! Gostei!!! Parabéns!!

BjoooO

Drº Aly do chat Rosariano at: 26 de novembro de 2008 23:04 disse...

Nuss Este texto é forte!!!
Gostei!!!
Ta d+!!!

 

Copyright © 2010 Sarau dos Éteres Blogger Template by Dzignine