Sutilezas

| quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Estava eu , pensando como faço de vez em quando, sobre algo com que lidamos quase todos os dias, mas se não estivermos atentos, passanos despercebido, menságens subliminares. Eis o tema desse texto, espero que gostem.

Menságens subliminares, não falo de imagens turvas na TV ou numa foto, muito menos de discos que, tocados de trás para frente nos mostram um mesagem pro catiço, capeta, sete pele, seja lá o nome que for. Falo de coisas mais sutis e ao mesmo tempo sensiveis, algo que vemos e sentimos no outro.
Falar de amor por exemplo é fácil, muito fácil, mas quando não se está amando. Qualquer um pode dizer " eu te amo" quando na verde pode-se traduzir algo como " na minha casa ou na sua?".
"Imagens valem mais que mil palavras" e isso não é novidade. O modo de olhar, de agir, o nervosismo facilmente perceptível, as atitudes que pressedem a palavra, coisas que antes do verbo já nos disseram quase tudo o que deveria ser dito, quando não, já disseram tudo.
Uso o amor como exemplo por ser uma coisa que muitos dizem sentir, mas que ninguém consegue explicar. Quando não conseguimos falar, expressar, nosso corpo "grita em alto e bom som", o cara que quer pedir a garota em namoro, mas não sabe como, seus olhos pulam de um lado pra o outro, as mãos não param quietas, tem uns que até suam frio rsrs, mas seu olhar e gestos já disseram a ela tudo que queria dizer, ela percebendo também dá sinais de que já sabe o que vem pela frente, um sorriso tímido, não sabe o que dizer mas fica clara a resposta antes mesmo da pergunta, seu sorriso e gestos também já disseram tudo, usando da mesma linguagem se comunicam, nenhuma palavra é dita nos instantes iniciais " tudo que cala fala mais alto ao coração" já dizia uma certa canção.
Será que no nosso dia-a-dia damos atenção a esses sinais? Mensagens subliminares, gestos, atos, meias palavras, enfim, esse mundo no qual vivemos nos faz correr sem para, sem parar pra pensar, pra escutar, pra viver. Tudo chega na sua hora, acredito e gosto de pensar dessa forma, mas a hora também passa e nem sempre é possível reaver o que perdemos. Proponho algo, até onde me lembro coisa que não fiz desde que começamos o blog, proponho abrir mais nossos olhos, não os que usamos pra ler e nos guiar, mas os que vêem o que não é visto e ao mesmo tempo escutam o que não é dito. Que não nos limitemos por medo da opinião alheia, exercitemos nossa sencibilidade, um vendavam é muito fácil de se notar, porém as vezes uma leve e agradável brisa passa-nos despercebida, quando esta nos daria muito mais prazer devido a sua forma sutil e delicada de entrar em contato conosco.

Rodrigo

* A canção citada no texto é "Eu te amo calado" de Lulu Santos.

4 comentários:

Kamila Melo at: 22 de janeiro de 2009 03:02 disse...

MeninoooooooO! Gostei desse texto!Perfeito o exemplo que vc deixou! É bem assim mesmo que acontece... a história do casal apaixonado! Muito feliz a colocação da música do Lulu Santos nesse texto! Coube muito bem! Sim.. outra coisa: sobre o vendaval e a brisa... realmente não nos damos conta de tantos detalhes bons, que somados fazem uma enorme diferença, mas se aparecer uma coisinha ruim.. PRONTO!
Muito bom mesmo!
PARABÉNS!
Gostei muito da idéia dele!

BjooO

{ Daniel Blankman } at: 22 de janeiro de 2009 23:59 disse...

Rapaz esse negócio de amor é complicado pq tem gente que acredita,ourtos que não ou tem uma confusão mental como eu.
Sentir e ver essas reações é muito mais óbvio que dizer para a pessoa que gosta dela ou a ama.Sei lá,num gosto muito de expor ou falar dos meu sentimentos por alguém,mas são poucas as pessoas nas quais converso sobre isso ou com alguma pessoa diferente dependendo do papo.
Digão vc sabe como eu tow e sei da sua situação que não precisa comentar,somente nós temos a solução para esse grandissíssimo(acho q é assim q se escreve) problema chamdo "mulher".
Texto muito bom e sei que vc sempre tem essas reações no telefone,orkut,msn e outro veículos de comunicação pq sinto o mesmo.
:)
Abrass.

Mah at: 23 de janeiro de 2009 02:10 disse...

OMG!!!

quem eh vc e o q vc fez com meu amigo?

hauhuahaua

kra...amei...ficou lindo
*-*

PARABENS!!!

vou roubar tah??!!!!
^.^

=***

{ leania } at: 24 de janeiro de 2009 10:33 disse...

Bom o que posso falar sobre tudo isso é que é verdade, as vezes coisas acontecem de modos pouco visível mas apenas somos nós que não queremos enxergar, o AMOR por exemplo; acho que nos comportamos como cegos, surdos e tagarelas, pois não vemos, não ouvimos e apenas falamos, mais falamos tanto que nem sabemos o que estamos dizendo mesmo assim não paramos de falar.
E quando não estamos amando apenas dizemos TAMBÉM, de maneira tão fria e fazia que acho que a pessoa que ouve AMA tanto que não se preocupa ou não ouve na verdade, pois digo isso pra todos, quando ouvimos qualquer coisa que for dita apenas entendemos o que queremos.
Bom espero que gostem do meu comentário e que vocês a partir de hoje em dia diga EU TE AMO e não eu também, ou neste seu dizer acrescente EU TAMBÉM TE AMO.

 

Copyright © 2010 Sarau dos Éteres Blogger Template by Dzignine